Ultrassom Microfocado: O Lifting não Cirúrgico

ultrassom microfocado

Ultrassom Microfocado: Rejuvenescimento Facial Não Invasivo e Inovador

O Ultrassom Microfocado é uma técnica inovadora e popular para rejuvenescimento facial. Ele utiliza ondas sonoras de alta frequência para atuar nas camadas profundas da pele, estimulando a produção de colágeno e elastina.

O envelhecimento da pele causado principalmente pela quebra do colágeno, redistribuição da gordura subcutânea e reabsorção e remodelação dos maxilares.

Com o avanço da idade, a elasticidade da pele diminui significativamente, resultando em ptose facial redundante e flacidez, que são preocupações estéticas comuns.

Embora procedimentos como lifting cirúrgico eficazes para tratar a flacidez da pele relacionada à idade, eles podem deixar cicatrizes visíveis e estão associados a riscos e tempo de inatividade prolongados.

A crescente demanda por resultados cosméticos satisfatórios com recuperação rápida e risco mínimo tem impulsionado a expansão dos procedimentos minimamente invasivos.

O Ultrassom Microfocado surge como um tratamento cosmético desenvolvido para atender a essa demanda, oferecendo rejuvenescimento não invasivo da pele.

Equipamento de Ultrassom Microfocado: Técnica Segura para Rejuvenescimento Facial

O ultrassom é uma técnica segura e amplamente conhecida, aplicada em diversas áreas da saúde.

Ele funciona através de uma corrente elétrica que provoca a deformação de cristais cerâmicos sintéticos, gerando vibrações (ondas mecânicas) que conduzidos até o tecido por meio de um gel.

Dessa forma a penetração acelera a difusão de íons através da membrana celular, causando compressão, descompressão e aumento da temperatura em pontos localizados.

O Ultrassom Microfocado atua na derme reticular média a profunda até o sistema aponeurótico muscular superficial, induzindo pontos de coagulação térmica controlados.

Ainda assim o processo leva à contração imediata do colágeno desnaturado termicamente induzido, iniciando a neocolagênese e a remodelação do colágeno, resultando em enrijecimento da pele.

Essa técnica oferece resultados semelhantes à cirurgia de lifting facial, porém de forma não invasiva, proporcionando rejuvenescimento facial eficaz e seguro.

Ação do Ultrassom Microfocado: Estímulo de Colágeno e Firmeza da Pele

O Ultrassom Microfocado atua no tecido subcutâneo, elevando rapidamente a temperatura acima de 60°C.

Isso resulta em pequenos pontos de coagulação térmica a até 5 mm de profundidade na camada média a profunda da derme reticular e subderme, preservando as camadas epidérmicas e dérmicas papilares da pele.

O aquecimento nos pontos de coagulação térmica promove a desnaturação das fibras colágenas nos planos faciais, como o sistema musculoaponeurótico superficial (SMAS) e platisma, e na derme reticular profunda.

Esse processo estimula a contração, neossíntese de colágeno e consequente enrijecimento da pele.

Ao mirar o SMAS facial, o tratamento com Ultrassom Microfocado proporciona maior firmeza às áreas flácidas do rosto e pescoço e melhora a aparência das rugas de forma não invasiva.

Portanto o tratamento com Ultrassom Microfocado utiliza energia de ultrassom de 0,4–1,2 J/mm2 e frequência de 4–10 MHz, com profundidade focal entre 1,5–4,5 mm.

O equipamento composto por um gerador de ultrassom e diversos transdutores, responsáveis pela transmissão do ultrassom, que possuem diferentes profundidades de penetração (1,5 mm, 3,0 mm, 4,5 mm).

Nós da Cursos Em Estética, que juntamente com a Dra. Thuanny Farina, especialista em procedimentos estéticos avançados, criamos uma escola para ajudar profissionais a se especializarem em cursos na área da estética.

Benefícios

Aparelho de Ultrassom Microfocado (HIFU): Tratamento Eficaz e Não Invasivo

Assim sendo nos últimos anos, o Ultrassom Microfocado, também conhecido como HIFU, tem se destacado como uma forma eficiente de tratamento. Impulsionando estudos e aperfeiçoamentos da técnica, especialmente em países estrangeiros.

O HIFU é um método seguro, não invasivo e bem tolerado pelos pacientes.

Além disso, o HIFU não afeta os melanócitos, já que as lesões ocorrem abaixo da epiderme.

Isso torna o tratamento particularmente indicado para pacientes com fototipos mais elevados.

O procedimento com HIFU permite personalização de acordo com as características físicas únicas de cada paciente. Ajustando a energia e a profundidade focal do ultrassom emitido.

No entanto, as opções de tratamento variam em termos de configurações de foco geométrico e comprimento de onda. Influenciando a profundidade e a quantidade de energia distribuída.

Dessa forma, possível alcançar o efeito desejado na camada de tecido-alvo.

Compartilhe nas mídias:

Comente o que achou: