Conheça a técnica de Injeção Pressurizada

injecao

Social Media

Most Popular

Categories

A fobia de muitas pessoas de realizar tratamentos com injeção por agulhas levou a indústria criar um novo mecanismo.

Uma alternativa poderosa para solucionar os problemas relacionados ao uso de injeções são os dispositivos de injeção sem agulhas.

Esses dispositivos permitem a administração de fármacos ou de vacinas na pele, de forma não invasiva ou minimamente invasiva, através de jatos de alta velocidade.

Os sistemas de injeção sem agulha usam mecanismo de propulsão a jato e podem ser usados para administração intradérmica e subcutânea de ativos.

A profundidade atingida após a injeção depende das propriedades mecânicas dos injetores, têm parâmetros ajustados de maneira que permita a formulação administrada atingir a camada de interesse.

Uma nova forma de injeção

Os sistemas de injeção sem agulha são dispositivos feitos para administração de fármacos e vacinas de forma minimamente invasiva. O que eliminam riscos e incômodos envolvidos nas aplicações com seringa e agulha.

A tecnologia de desenvolvimento desses sistemas tem evoluído, assim como o conhecimento dos parâmetros envolvidos na penetração cutânea de fármacos administrados a partir deles.

Com isso, novos dispositivos estão sendo delineados para solucionar os problemas identificados com o surgimento dessa técnica, como o risco de contaminação cruzada e as reações locais após a aplicação.

Há grande expectativa no uso desses dispositivos para aplicação de vacinas, devido aos resultados dos estudos clínicos realizados até aqui, com a obtenção de respostas de imunidade mais efetivas com uso de menores doses de vacina do que os métodos de administração convencionais.

Mecanismo do equipamento

Os injetores a jato têm seu funcionamento com base na propulsão de um jato de alta velocidade, que perfura a pele e consegue administrar o princípio ativo sem agulhas.

Basicamente, esses sistemas consistem de uma fonte de energia, um pistão, um compartimento que contém a formulação do ativo e um bico com um orifício.

Então nos dispositivos disponíveis comercialmente, a fonte de energia que leva à propulsão do jato é, normalmente, uma mola ou ar comprimido.

Os injetores acionados manualmente, de maneira que descomprimem a mola ou o ar, levando ao rápido aumento de pressão, que movimenta o pistão. Este propulsiona a formulação através de um orifício com diâmetros de 76 a 360?m.

Sendo assim a formulação expelida pelo orifício atinge velocidade que varia de 100 a 200 m/s.

A penetração da formulação na pele ocorre então em duas fases, ou seja, na primeira, que dura apenas alguns milissegundos, o jato penetra unidirecionalmente.

Perfurando o tecido cutâneo por mecanismos de erosão e fratura e, em segunda fase, o fluido é disperso multidirecionalmente através da estrutura porosa da pele.

Nós da Cursos Em Estética, que juntamente com a Dra. Thuanny Farina, especialista em procedimentos estéticos avançados, criamos uma escola para ajudar profissionais a se especializarem em cursos na área da estética.

Cuidados principais ao utilizar sistema de injeção pressurizada

Sendo assim como todos os procedimentos, a injeção por equipamentos de pressão (chamadas popularmente de canetas pressurizadas) tem os seus devidos cuidados e contraindicações seguidas.

O profissional deve se assegurar de utilizar todos os componentes estéreis para a realização do tratamento, além de todos os cuidados com a biossegurança, como uma aplicação com agulhas. 

O paciente deve comunicar ao profissional todas as alergias que possui, contribuindo assim para não ocorrer complicações alérgicas após a aplicação.

O mais importante é que o profissional evite o uso de determinadas substâncias ou ativos, evitando assim intercorrências graves como inflamações de pele, podendo evoluir para necrose tecidual. 

Entre esses ativos, que devem ser restritos às aplicações com agulhas, podemos citar o sais lipolíticos (desoxicolato de sódio, ácido deoxicólico e desoxicólico) e ativos oleosos como as lipossomas de girassol e lipossomas de desoxicolato.

Portanto os ativos que podem oferecer desconforto ao paciente e ondulações na pele (como picadas de inseto quando ficam saltadas e aparente na pele)

Após a aplicação são os compostos mais viscosos (que não tem fluidez para atravessar as camadas da pele).

Geralmente utilizados para tratamentos de flacidez e rejuvenescimento, por exemplo, ácido hialurônico, complexo ADN, entre outros.

Share:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

On Key

Posts Relacionados

Habilitação Coffito

Cursos de Capacitação para Fisioterapeutas espaço A Cursos em Estética é habilitada pelo Coffito a ministrar cursos de capacitação para profissionais fisioterapeutas de Toxina Botulínica,

Ácido Alfa Lipóico

Ácido Alfa Lipóico É um ácido graxo de cadeia curta, encontrado nas mitocôndrias, sintetizado no fígado e também é obtido na dieta pelas carnes de

Você sabe o que é BCAA?

Você sabe o que é BCAA O termo BCAA é na verdade uma abreviação de Branched Chain Amino Acids, ou Aminoácidos de Cadeia Ramificada, que